Castrense conquista Parapanamericano de handebol de cadeira de rodas

0
489
Seleção brasileira foi campeã nas categorias HCR4 E HCR7 (André Pereira / Tchê Esportes)

Seleção brasileira foi campeã nas categorias HCR4 E HCR7 (André Pereira / Tchê Esportes)

Franciele Costa representou muito bem a seleção nacional feminina de handebol em cadeira de rodas. A Auxiliar Administrativa do Setor de Gestão de Pessoas da Cooperativa Castrolanda esteve em São Paulo no final de outubro para participar do Parapanamericano da categoria e voltou para casa com título inédito.

Natural de Castro, Franciele sofreu um acidente de moto em 2014 e teve a amputação de uma das pernas. No entanto, o contato direto com a prática esportiva ocorreu somente anos mais tarde através de uma amiga e de seu atual treinador Josias Machado. “O esporte me faz tão bem, me reencontrei com a prática frequente de atividades físicas. Minha filha também é uma grande inspiração e incentivadora”, enaltece a colaboradora.

A convocação para a seleção veio com muita surpresa e alegria. Devido as condições estruturais e de pessoas, o basquete é o esporte que faz parte da rotina da atleta, que treina durante três vezes na semana. “Já participei de competições regionais, estaduais e nacionais no basquete. Fui chamada para uma fase de treinamentos para o handebol e, como tive um bom desempenho, fiquei entre as selecionadas. Me cobro muito e não tenho dúvidas que meu esforço foi essencial para o resultado”.

Na função de pivô, Franciele foi um dos destaques da competição, que teve a participação de outras seleções do continente nas categorias HCR4 (quatro atletas em quadra) e HCR7 (sete atletas em quadra).

“É preciso quebrar a barreira do preconceito. Há um grande respeito por parte dos atletas e um apoio muito grande da Cooperativa”, finaliza a colaboradora, que completará dois anos de empresa no início de 2020.

Edgar Ribas – Comunicação Castrolanda

Via Pagina Cooperativa Castrolanda